IAP.JPG 
2.JPG
foto1.JPG 
 
foto2.JPG 
 

Historial do IEDA

 

Após a Independência Nacional, o então Ministério da Educação e Cultura da República de Moçambique ao abrigo do Diploma Ministerial nº 56/88 de 27 de Abril, criou o Instituto de Aperfeiçoamento de Professores (IAP) com a tarefa de actualização de professores primários em exercício, recorrendo à modalidade de Educação à distância, por reconhecer que a qualidade de ensino era fraca e que a sua melhoria passava pela formação, capacitação e treinamento de docentes.

Em 1994, o IAP realizou um diagnóstico situacional em todo o País, onde apurou a existência de um universo de 15.000 professores de categoria “E” (actual N5), com graves problemas de leccionação decorrentes do seu nível baixo, associado às formações bastante heterogéneas e frágeis. Em 1995, a instituição, tendo em conta o desafio relativo à formação de professores, levou a cabo a capacitação do seu corpo técnico voltado à modalidade a distância, criando assim condições para o arranque do Programa do Curso básico de Formação de Professores, em Exercício à Distância cujo lançamento da fase piloto, em cinco províncias, decorreu em 1996.

As necessidades em formação de professores primários não se esgotaram com a criação do Curso básico, pois, anualmente vinham sendo recrutados em todo o país, candidatos à docência com 10ªclasse sem formação psicopedagógica. Para além destes, havia também os graduados dos cursos de 7+3 dos CFPPs e do próprio IAP que necessitavam de curso médio, em exercício e à distância. Isto ditou a abertura do Curso Médio em 2004.

Em  2005, através do decreto  29/07 do Conselho Nacional da Função Pública foi aprovado o novo Estatuto do Ministério da Educação e Cultura, surgindo assim  o Instituto de Educação Aberta e à Distância (IEDA) como  resultado da fusão do IAP e do Departamento de Educação à Distância (DED).

Com o surgimento do IEDA  passaram a ser desenvolvidos três programas na modalidade de educação à distância pelo Ministério da Educação através de uma mesma instituição, nomeadamente o curso básico de formação de professores, o curso médio de formação de professores e o programa do ensino secundário a distancia(PESD).

O PESD foi lançado a título experimental  pelo DED em 2004 na província de Nampula com o propósito de responder à crescente procura de vagas no Ensino Secundário Geral.

Em 2011, O Conselho de Ministros através do Decreto n◦ 8/2011, de 3 de Maio criou formalmente o IEDA como uma instituição com a responsabilidade de organizar e promover Programas de Formação de Professores e atender cidadãos não cobertos pelo sistema do ensino na modalidade presencial.

Em 2014, é aprovado o estatuto orgánico do IEDA como uma instituição subordinada ao Ministério de Educação, com localização em Cumbeza no distrito de Maracuene Província de Maputo.​

 
 
fotoiedafrontal.JPG